O Poder de se ter um coração segundo o coração de Deus

“Achei Davi, filho de Jessé, homem segundo o meu coração, que fará toda a minha vontade”
(At 13:22b)

Que tremendo contraste de quando as Sagradas Escrituras nos dizem que “Deus procurou um homem e não o achou” com este texto que diz que Deus achou Davi. É certo pelos salmos que Davi era um homem que buscava a Deus, mas ele também foi um homem buscado por Deus e achado pelo Senhor. Por ser um homem segundo o coração de Deus ele podia fazer toda a vontade de Deus. Já que também desejamos fazer toda a vontade de Deus em nossas vidas, é justo afirmar que isto somente será possível se igualmente tivermos um coração conforme o coração de Deus. Para tal devemos Ter um verdadeiro “culto racional”, onde “entregamos os nossos corpos por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, para experimentarmos (vivermos) qual seja a boa, perfeita e agradável vontade de Deus para a nossa vida.” Este coração somente é alcançado com sacrifício.

Deus nos prometeu “tirar o coração de pedra e por em seu lugar um coração de carne”. Porém, muitas vezes o coração de pedra pode até ser mais resistente aos golpes da vida, mas o coração de pedra é na realidade um peso que carregamos no nosso peito, e acima de tudo ele é um coração morto. Um coração de pedra é insensível, mas um coração de carne é sensível; um coração de pedra é frio, mas um coração de carne é quente; uma coração de pedra é duro e bruto, mas um coração de carne é macio, brando e suave, um coração de pedra é pesado e um coração de carne é leve; um coração de pedra pode não se ferir, mas ele fere a outros, pode não sangrar, mas ele sangra a outros, um coração de pedra é apedrejador e um coração de carne é acolhedor; um coração de pedra é morto e um coração de carne é vivo.
Davi sabiamente pediu a Deus um novo coração dizendo: “Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova dentro em mim um espírito inabalável”, a semelhança de quando na criação foi formado primeiro homem, que Deus primeiro criou o corpo, a carne, e depois soprou o espírito, e no mesmo mover da visão do vale de ossos secos, onde primeiro Deus restaurou a carne e depois restaurou o espírito. Bem disse Davi “Cria em mim!” e não “Dá-me!”, pois criar é mais do que dar. Quando se dá entrega-se algo que já existe, quando se cria, traz-se a existência algo que não existia, e um coração puro num homem é algo que não existe, portanto tem que ser criado, e necessita de um espírito inabalável para puro manter-se. Estes “puros de coração serão aqueles bem-aventurados porque verão a Deus”. E já que “sem santidade ninguém verá a Deus”, ser puro de coração é viver santidade.
Deus nos dá um coração de carne, mas não um coração carnal, ou seja dominado pela carnalidade. Para isto Ele opera em nossos corações, circuncidando-os. O circuncidar é o mutilar, o cortar o prepúcio e laçar fora. O prepúcio é que “fecha” e faz estar coberto, envolvido, dominado pela carne, portanto circuncidar é cortar a carne, ou melhor, em se tratando do coração é cortar o que impede de termos um coração aberto, aberto para Deus, que nos pede como Pai que “venhamos a dar-LHE o nosso coração”.
Jesus deseja que “Dele aprendamos, pois Ele é manso e humilde de coração, para que alcancemos descanso para as nossas almas.” Davi pode Ter tido um coração segundo o coração de Deus, mas Jesus, sendo Deus, tem o coração de Deus. E se desejamos ser como Davi devemos nos basear não somente em Davi, mas no coração a que ele conformou o seu coração, o Coração de Deus, o Coração manso e humilde de Jesus.
Ser manso é mais do que ser calmo ou tranqüilo, ser manso é a capacidade de sofrer afrontas e não se abalar jamais. pois a mansidão é oriunda da total segurança de que temos que Deus sempre nos dará a vitória. Ser humilde é mais que ser modesto, é a característica de ser totalmente carente, dependente de Deus.
Um coração convicto em fé de que “todas as coisas cooperam para bem dos que amam ao Senhor”, de que “se Deus é por nós, quem será contra nós?”, sabendo que “Ele sempre nos conduz em triunfo”, e assim somos “mais que vencedores”, porque “agindo Deus quem impedirá?” Por isso “quando somos fracos”, dependentes, “aí então é que somos fortes”, e por isso somos bem-aventurados pois “os pobres ou humildes de espírito”, os carentes, ou melhor, os totalmente dependentes de Deus “deles é o Reino de Deus”, e por serem mansos ainda “herdam a terra”. Já são donos dos céus e serão senhores da terra.
Anúncios

Um comentário sobre “O Poder de se ter um coração segundo o coração de Deus

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s